NÃO HÁ FIM - APENAS RECOMEÇOS...


Quando partires não te esqueças de fechar a porta! Mas bate com força, para que eu saiba que não mais voltarás! Bate com força, para que eu entenda que contigo jamais irei ficar! Não te devo nada, não te sou nada e ainda assim devo-te tudo, mas nada me deves a mim! Eu não sou o que fizeste de mim e nem tu és o que eu fiz de ti. Somos instrumentos do caminho, deambulando pelo universo. Somos cartas e livros, somos gente lida e relida, tida e desaparecida. 

Arrependimentos, sentimentos, desequilíbrios interiores criamos, sacrificamos e sonhamos juntos tudo e nada. Pincelamos um quadro sem arte. Damos música a orquestras sem maestros. Por isso bate com toda a tua força, vira as tuas costas para que eu saiba que a minha existência não depende e nunca dependeu da tua presença! Bate com força não para que eu entenda, mas para que tu percebas que a força dos amores não se resumem a miseráveis formas de amar. Falsos profetas no amor, pedaços de gente ferida ansiando por clemência para a sua vida. Salvem-nos! Salvem-nos! Gritam em uníssono a todos os cantos do mundo. Entre o céu e o inferno, eis a demência do amor. Das memórias dos sorrisos entre abraços cúmplices à desgraça da insatisfação e lágrimas de solidão. Quem és não serás, quem foste não voltarás. Bate com força! Fecha e não abras!

Aparecemos e desaparecemos entre portas e janelas, remendos de Romeus e Julietas,  de casa em casa, de olhar em olhar. Somos plural, somos singularidade, somos amizade e egoísmo. Somos bondade e maldade. Somos o tempo dos sorrisos, somos o tempo do esquecimento! Bate com força e sai...não preciso de ti e nem tu de mim. É tempo de um novo sol...

-Se eu bater com força, não mais me verás...
-Bem sei...mas não me interessa!
-Ninguém deixa de amar...preferes sofrer?
-Sofrer? Não...eu opto por renascer...

Comentários

Andrea Ribeiro disse…
Tem que ter coragem para dizer:-Bate essa porta e não volta mais!Gostei!!!;

Postagens mais visitadas